CONEXÃO REPÓRTER

"Na semana em que o Prêmio Comunique-se consagrou Roberto Cabrini como o melhor repórter de "mídia falada", reconhecido entre os próprios colegas de profissão, o "Conexão Repórter" apresenta uma reportagem especial, que traduz o ofício do repórter em seu mais alto grau.
"Algo jamais mudou, e eu ouso dizer que jamais vai mudar: a necessidade de contadores de histórias. No final do dia, é isso que nós somos: contadores de histórias. Com inquietação e com coragem, sim, porque o Brasil precisa de coragem". 
(Roberto Cabrini, em discurso no "Prêmio Comunique-se 2015")
Roberto Cabrini revela as histórias de uma ala de doentes terminais de um grande hospital de São Paulo.
Rosa, uma bela e jovem mulher. Uma doença sem cura. Que reflexões faz um ser humano em seus últimos momentos? O que procuramos fazer? O que tentamos consertar? A quem perdoar, a quem se desculpar? O que fazer com nossos últimos dias? Tentar mesmo assim evoluir ou se conformar a espera do inevitável? Reclamar aos céus ou se resignar? Lutar ou apenas aceitar? De quem se despedir? Que instruções e conselhos devemos deixar? Como dividir o tempo nesse turbilhão de emoções?
Com essa ideia, em uma ala de pacientes terminais, vamos documentando experiências, compartilhando passado e presente de uma mulher fascinante.
A esposa.. a mãe... Uma pessoa com poucas semanas de vida....mas nem por isso com poucas lições a oferecer...
A trajetória de Rosa vai sendo resgatada. Fotos, imagens, sons, contornos, lugares, faces.
A infância, a juventude, o casamento, o nascimento dos filhos,os sonhos, os tropeços, as vitórias... Mas ainda há muito a fazer....
Ela conhece e se torna amiga de Fabiana, uma médica corajosa, uma mulher prestes a ter seu segundo filho. É o encontro entre a luz que vai se apagando e a luz que começa a brilhar.
Duas mulheres da mesma idade, unidas pelo destino.
Mãos trêmulas que tocam uma barriga que guarda um novo ser prestes a vir ao mundo.
São viagens no tempo... Passado e presente.
O que fiz de minha vida? Quando volta ao presente se despede de amigos, pede perdão a quem magoou, distribui conselhos, carícias, direções.

As conversas com os dois filhos, com a mãe e com o marido.
Como encontrar forças para se desculpar com quem magoou? Novamente cada segundo é importante demais para ser desperdiçado...
Cada gesto define se afinal tudo valeu a pena... Cada momento se torna precioso... Indispensável.
Apenas o pano de fundo para mostrar como vivem os pacientes com pouco tempo.
Quem são os seres humanos que cuidam para que esses momentos sejam dignos e - por que não? - felizes.
A reportagem é como um filme de uma vida... de muitas vidas... Morremos como vivemos... Defeitos e virtudes, arrependimento, tristeza e felicidade. Tudo caminha junto.
"A um passo da eternidade" é o que você acompanha logo após o "Programa Silvio Santos", no SBT.

CONEXÃO REPÓRTER
Neste domingo, após Programa Silvio Santos
Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Beca Milano faz aniversário e recebe homenagem emocionante

Dupla Gian & Giovani surpreendem os superidosos no programa Eliana neste domingo

Poder em Foco promove 'mesa redonda' sobre segurança pública neste domingo; veja convidados