Postagem em destaque

MAITE PERRONI, A ETERNA LUPITA DE RBD, SURGE BEM SEXY DE TERNINHO AZUL

21/08/2019🌐JORGE GONDIM por:  Redação   E aí, curtiu o estilo da bela atriz? Conhecidíssima do público brasileiro por seu papel...

VRUM


Acabou o segredo: conheça o Chevrolet Spin

Minivam flagrada pelo Vrum será lançada no dia 28 para entrar no lugar do Meriva e Zafira



A Chevrolet de hoje é uma “máquina de produzir novos automóveis consecutivos”. No final do mês, dia de São Pedro, o mercado irá presenciar o lançamento e chegada do Spin. O monovolume foi flagrado pelo Diario de Pernambuco/Vrum, durante o lançamento do Cruze Sport 6, em São Caetano do Sul, São Paulo. Como a sorte passou rápida demais, não fotografamos o sucessor do Meriva e Zafira, de cinco e sete lugares.
DNA global da Chevrolet harmoniza com a frente alta de faróis esticados (Jorge Moraes/ DP/ D.A Press)
DNA global da Chevrolet harmoniza com a frente alta de faróis esticados
A mesma sorte que ficou devendo em São Caetano brindou a equipe do Vrum no começo da semana, com fotos e lances exclusivos. Hoje, você conhece o carro que, de uma só vez, pretende cativar um público fiel para a carteira de clientes da GM e provocar uma justa disputa pelo setor dos monovolumes habitado pelo Picasso, Fit, Idea e os Livinas.
O Spin está focado no mercado que tem uma forte atuação do Livina em duas versões. Equipado com motor 1.8 de seis marchas e o manual 1.8 de cinco marchas, o estilo “família” da novidade promete cativar. A versão 1.4 entrará em cena como modelo de entrada e a faixa de preço será a partir de R$ 42 mil. O Meriva custa na promocional a partir dos R$ 39 mil e sua produção será encerrada, assim como a do Zafira com a série especial Collection.
Painel lembra o do Cobalt e estilo família promete cativar público (Jorge Moraes/ DP/ D.A Press)
Painel lembra o do Cobalt e estilo família promete cativar público
Flagra
O Diario/Vrum percorreu aproximados 50 quilômetros para encontrar o modelo flagrado como virá ao mundo. Tudo foi muito rápido e observe que, por dentro, a terceira fila de bancos fica praticamente encostada na tampa traseira na versão de sete lugares. O acesso aos assentos é fácil e o manuseio para reclinar os bancos do meio feito por uma alavanca.

O painel lembra o Cobalt e a caixa de transmissão para o motor 1.8 Econoflex será automática de seis velocidades ou manual de cinco marchas. A arquitetura dianteira é nova e o DNA global da Chevrolet harmoniza com a frente alta de faróis esticados (bem diferente do Cobalt). O topo da gama LTZ apresentou faróis escurecidos.

Lanternas casaram com a lanterna mais conservadora  (Jorge Moraes/ DP/ D.A Press)
Lanternas casaram com a lanterna mais conservadora
E por falar do sedã Cobalt, sucesso entre taxistas, o Spin usa da mesma fluidez da carroceria do três volumes com um leve vinco posicionado na parte superior da linha de cintura. Pode apostar que o traço da equipe do designer Carlos Barba dará trabalho ao time do reparo, equipe de funilaria. As lanternas traseiras são de bom gosto e também casaram com a proposta mais conservadora da traseira. Ou melhor escrevendo, a traseira é quadrada e destaca a gravata da Chevrolet na parte superior da tampa.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog